Estando previsto para o próximo dia 30 de maio o retomar das celebrações litúrgicas em comunidade, a União das Misericórdias Portuguesas aconselha os senhores provedores a providenciarem todas as condições de segurança nas suas igrejas e capelas.

Neste âmbito, para orientação dos procedimentos a adotar na realização do culto ao público, remetemos em anexo documento divulgado pela Conferência Episcopal Portuguesa e uma ilustração produzida pela Direção Geral da Saúde (DGS).

Mais informamos, que tal como o referido documento destaca, os procedimentos em cada comunidade podem e devem ser ajustados de acordo com as sugestões da respetiva Diocese e em articulação com as autoridades locais de saúde.

Neste sentido, aconselhamos a maior articulação com os Capelães das Misericórdias e demais autoridades locais, para que sejam garantidas todas as condições de segurança.

Aproximando-se a festa litúrgica da Visitação de Nossa Senhora - 31 de Maio -  consagrado como Dia das Misericórdias, assume especial significado o retomar das celebrações nas nossas igrejas, pelo que devemos, quanto antes, preparar com segurança o retomar do culto, componente indispensável à vida quotidiana das Misericórdias.

Para aceder ao documento da Conferência Episcopal Portuguesa, clique aqui.

Para aceder à ilustração da DGS, clique aqui.