Defender e valorizar o património cultural para afirmar a identidade das Misericórdias

O Gabinete do Património Cultural acompanha as Misericórdias nas diversas áreas de intervenção do seu património com o propósito de estudo, preservação, salvaguarda e divulgação do espólio das Santas Casas.

Para além da intervenção direta nas Misericórdias, esta linha de serviço promove iniciativas com o objetivo de sensibilizar os responsáveis e demais agentes para uma gestão adequada do património artístico e cultural.

As áreas de intervenção do Gabinete do Património Cultural (GPC) são:

  • Património imóvel: inventariação, estudo e dinamização dos imóveis das Misericórdias.
  • Património móvel: conhecimento e estudo de um importante e singular espólio artístico que importa cuidar.
  • Património arquivístico:  preservação e divulgação dos arquivos históricos e contemporâneos.
  • Património imaterial: levantamento das principais manifestações imateriais das Misericórdias.
  • Biblioteca e do livro: apoio técnico para o tratamento e catalogação de legados e fundos bibliográficos.
  • Conservação e restauro: apoio técnico e logístico para preparação dos processos, elaboração de diagnósticos e acompanhamento de intervenções

Além desta atividade diária, e do apoio permanente às Misericórdias, o Gabinete do Património Cultural desenvolve, anualmente, as Jornadas de Museologia nas Misericórdias e o Dia do Património das Misericórdias.

Destacam-se ainda, pela dinâmica que representam, os seguintes projetos:

  • Viver Património: visa promover a abertura regular dos imóveis das Santas Casas com recurso a voluntários seniores.
  • Arte Contemporânea: retomar o investimento das Misericórdias na produção de arte e cultura suscitando a criação contemporânea.
  • Museu virtual das Misericórdias: esta iniciativa visa, numa narrativa coerente e cronológica, afirmar a identidade das Misericórdias através do seu património.

Mais informações através do email g.p.cultural@ump.pt

Voltar